Você é do tamanho dos seus sonhos – com César Souza

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

“Você é do tamanho dos seus sonhos é o título do livro lançado por César Souza que, por sua vez, fez parte das minhas leituras no início da minha vida adulta.

César é empresário, consultor e palestrante com boa parte da sua formação feita em OxfordMIT e Michigan. O livro foi publicado pela Editora Gente (editora do Roberto Shinyashiki) e o exemplar que possuo, embora antigo, estampa na capa ‘17ª edição’, o que sugere a relevância prática do seu conteúdo na nossa busca por realização.

Hoje, próximo do início de 2019, ao arrumar meus livros na estante (já perdi as contas de quantos são) me deparo com seu conteúdo e algumas anotações que fez nele. Em meio aos sonhos e metas que registrei ali e realizei, outros que perderam o sentido e ainda, aqueles que esqueci, resolvo escrever este artigo. Por falar nisso, você se lembra dos seus sonhos de adolescência? O que mudou?

Assim sendo, convido você leitor, a refletir sobre seus sonhos e objetivos. Ou seja, sobre seus comportamentos e hábitos que lhe direcionam (ou lhe afastam) ao encontro de suas aspirações.

Dos sonhos à realização em etapas

Sonhe e una a um propósito

É primeira etapa do planejamento estratégico. O sonho está dentro de você e a medida dele também.

Por falar nisso, como exemplo, você lembra da célebre frase proferida por Martin Luther King? “Eu tenho um sonho! O sonho de ver meus filhos julgados por sua personalidade, não pela cor de sua pele”!

O que aconteceu? Todos nós sabemos o que ele fez com esse sonho: transformou toda uma nação e os princípios dos Direitos Civis, marcando assim, a História. No seu sonho havia um propósito maior. Albert Einstein e Walt Disney também eram conhecidos como “sonhadores, desligados”, no entanto, realizaram coisas incríveis.

Hierarquize seus sonhos

Ao relacionar os seus sonhos nas diversas áreas da sua vida, tais como: financeiro, pessoal, carreira, entre outros, será necessário hierarquizar, priorizar, focar.

Inclusive, você poderá perceber que focar em 20% dos seus sonhos (inicialmente) poderá impactar positivamente os demais 80% (Regra de Pareto 80/20).  Por exemplo, talvez o sonho de concluir uma boa faculdade (ou empreender no marketing digital) possa alavancar sua carreira ao ponto de lhe permitir um maior rendimento, como consequência, dar entrada em uma casa nova.

Pense em “sonhos alavancadores”, aqueles que potencializam no curto e médio prazo os demais sonhos. Invista neles!

Não se iluda, não é uma questão de sorte

Sobre determinada perspectiva, ninguém nasce com sorte. A “sorte” é criada pelo comportamento, comprometimento e dedicação focada de cada um. Veja o caso do primeiro astronauta brasileiro a ir para o espaço, o tenente-coronel Mascos Pontes.

Segundo uma de suas palestras, Marcos saiu da periferia, estudou muito conciliando este com o trabalho, passou no ITA, fez mestrado e na sua trajetória escutou muito “isso não é para você! Você nunca vai conseguir”.

Viva seus sonhos intensamente e mantenha o foco. Transforme sonhos em projetos. Transforme projetos em ações consistes e sobretudo, persista. Marcos nos ensina isso!

Sonhe junto com outras pessoas, isto contagia

O cantor e compositor Raul Seixas já cantava: “sonho que se sonha só, é só um sonho que se sonha só. Mas sonho que se sonha junto é realidade. E isto é a mais pura realidade.

A Psicologia Social e a Sociologia reforçam o que Raul já falava. É inquestionável a importância do meio social como influenciador e reforçador de comportamentos, também, como uma das fonte de motivação. Assim como um sorriso contagia todo um grupo, crenças e pensamentos negativos também.

Logo, quer concretizar sonhos e objetivos realizando mais? Qualifique bem os seus círculos de amizades, parceiros e grupos sociais. Ter feedbacks para ajustar suas estratégias e planos é diferente de ser contagiado por pessimistas.

Cabeça nas nuvens, pés no chão.

Cabeça nas nuvens envolve criatividade, foco na solução, ousadia, busca de alternativas, inovação e soluções impensadas. Entretanto, para que se torne realidade, é necessário agir.

Bons sonhos e metas devem ser específicos (S), mensuráveis (M), alcançáveis (A), relevantes (R) e dentro de um tempo (T), o que é chamado SMART. O SMART é aplicado na gestão de projetos de grandes empresas, também, de forma adaptada, em programas de Desenvolvimento Comportamental, em Coaching e em Terapia Cognitiva Comportamental. Logo, não subestime essa técnica.

Não basta dizer que quer ser bem sucedido, feliz e ter muito dinheiro de forma ampla. É preciso ser mais específico, ou seja, ter claro “o que se quer” e “como” chegará lá.

Os sonhos são dinâmicos.

Os sonhos não precisam ser uma obsessão e uma fixação a qualquer custo. Aprenda com os erros e acertos, bem como com os feedbacks de modo a ir ajustando suas estratégias e suas ações. Isso lhe ajudará a não perder o foco e a ser eficiente e eficaz nos resultados

Além disso, você poder ter sonhos e objetivos múltiplos em campos variados que se ajustam conforme o seu momento de vida. Tenha sonhos, hierarquize, seja flexível para ajustar a rota buscando o equilíbrio.

Passe para o papel

Ao escrever, você poderá criar um compromisso com você mesmo e registrar ações concretas para atingir os sonhos e metas estipuladas. A palavra escrita tem muito poder e direciona o foco diário, conforme ressalta Daniel Goleman (Ph.D)!

Como estratégia adicional, busque deixe bem visível seus sonhos e, de preferência, com uma imagem ilustrativa. Não tenho dúvida que isso irá potencializar seus resultados e deixar vivo sem propósito, seu “porquê” para aquele sonho ou meta.

Celebração

Celebre as pequenas vitórias, e não apenas os grandes feitos. Como dizia o escritor Paulo Coelho: “a lembrança de uma vitória sempre ajuda a ganhar a próxima batalha”. Há uma tendência de olhar sempre para aquilo que falta, o que não deu certo.

Ao celebrar, ao marcar momentos e etapas, isso ativa hormônios e seu cérebro diz: “oba! Gostei disso! Quero mais! Vamos fazer isso de novo quando?” As emoções direcionam nossas decisões e atitudes, logo, explore isso de forma positiva.

Autorresponsabilidade

Não coloque a culpa nos outros se ainda não está caminhando em direção aos seus sonhos, tampouco em si mesmo, dizendo que “não é capaz, que não merece” ou algo do tipo. Só erra quem tenta! Não é uma questão de culpa, é uma questão de responsabilidade. Culpa nos paralisa!

Desloque a atenção para a “solução do problema”, ou seja, para o “como resolver” ao invés de procurar justificativas superficiais e diversas.

Supere os obstáculos, você precisará disso

Acha mesmo que Albert Einstein, Beatles e Walt Disney tiveram sortes?

Albert Einstein não falava até os 4 anos de idade e sua inteligência foi questionada.

Os Beatles começaram suas carreiras tocando em bares. Foram inúmeras apresentações com poucas pessoas e tocando por horas.

Walt Disney, por sua vez, perdeu o emprego em um jornal pela alegação de não ter criatividade e teve seus esboços do personagem Mickey Mouse ridicularizados. Ninguém acreditava no seu “ratinho”.

Sendo assim, prepare-se para os obstáculos, mas não a ponto de se paralisar. Mantenha o foco nos seus sonhos e no seu propósito buscando as estratégias adequadas.

Lembre-se que a imagem que você criou para o seu sonho, o quanto ele é importante para você e as pessoas que selecionou para estarem com você nessa jornada, serão uma ótima fonte de motivação adicional para superar esses fases difíceis.

Gostou? Compartilhe essas ideias!

Leia também…

Aprendendo a lidar com o medo e ansiedade

4 Etapas essenciais para atingir metas e objetivos

Fechar Menu